Mês: agosto 2011

Sobre

Pet Shop atuante em Fortaleza desde 1999

 

Nosso Pet Shop atua em Fortaleza desde 1999 e conta com grande variedade de pets *, acessórios e medicamentos, além de todo o suporte necessário (veterinários capacitados) para seu animal.

Primamos por qualidade e comodidade aos nossos clientes, sempre buscando melhorar e agradar cada vez mais a você. Críticas são bem vindas e podem ser feitas pessoalmente, ou, se quiser maior privacidade, através da internet, preenchendo o formulário de contato.

* Vendemos cães (Dachshund, Maltês, Pastor Alemão, Pinscher, Poodle, Schnauzer, Shih Tzu e Yorkshire Terrier), gatos (persa), pássaros (belga, calafate, calopsita, degolado, diamante de gould, diamante sparrow, mandarim, manu, periquito australiano, entre outros) peixes (acará bandeira, balashark, barbo, beijador, betta, carpa, coliza, corydora, cruzeiro do sul, dânio pérola, dojo, espada, guppy, japonês, limpa vidro, mato grosso, molinésia, neon, platy, tanicts, telescópio, tetra, tricogáster) e roedores (esquilo da mongólia, hamster chinês, hamster comum, porquinho da índia e topolino).

Para seu maior conforto, contamos com:

  • Excelentes preços;
  • Táxi Dog;
  • Entrega a domicílio;
  • Boa localização, facilitando o acesso;
  • Banho & Tosa com visibilidade para a rua;
  • Venda dos mais variados pets (cães, gatos, pássaros, peixes e roedores);
  • Veterinária em geral (consultas, cirurgias, exames, vacinações, tartarectomia, aplicação de micro-chip etc);
  • Circuito interno, possibilitando que você veja tudo o que ocorre na loja, inclusive com seu animal no Banho & Tosa;
  • Ampla variedade de artigos pets, além de veterinários, tosadores e vendedores capacitados;

Hoje, estamos com quatro lojas:

  • Avenida Washington Soares, Nº 2155 – Shopping Água Fria (Em frente a Ceará Auto Shopping);
  • Avenida Engenheiro Alberto Sá, Nº 173 (No cruzamento Alberto Sá x Eng. Santana Júnior);
  • Avenida Dom Luís, Nº 300 – Lj 105 e 106 (Shopping Avenida, em frente a Paróquia da Paz);
  • Avenida Santos Dumont, Nº 3131 – Piso L2 (Shopping Del Paseo);

Contato:

  • 3273-1488 (Loja 1 – Av. Washington Soares, Nº 2155 – Lj 17 e 18)
  • 3265-1879 (Loja 2 – Av. Alberto Sá, Nº 173 – Lj 1 a 5)
  • 3456-3300 (Loja 3 – Av. Dom Luis, 300 – Lj 105 e 106 – Shopping Avenida)
  • 3182-4444 (Loja 4 – Av. Santos Dumont, 3131 – Piso L2 – Shopping Del Paseo)
  • Formulário

Loja 1:

Loja 2:

Loja 3:

Animas ajudam no tratamento de pessoas com necessidades especiais

Pesquisas apontam que a presença de animais na vida das pessoas traz diversos benefícios, garantindo mais saúde e qualidade de vida. Já imaginou os resultados que um animal de estimação pode trazer para portadores de necessidades especiais? No primeiro semestre, 75% dos pacientes que participam da Terapia Assistida por Cães – método terapêutico desenvolvido a partir do contato com animais, utilizando cães como instrumento mediador entre o terapeuta e o paciente – alcançaram os objetivos propostos por meio das atividades realizadas.

Patrocinado pela MSD Saúde Animal e realizado pela ABRAHIPE – Associação Brasileira de Hippoterapia e Pet Terapia –, a Terapia Assistida por Cães atende crianças e adolescentes com deficiência física e mental na sede do Pequeno Cotolengo Dom Orione, em Cotia/ SP. Segundo a coordenadora das ações socioambientais da MSD Saúde Animal, San dra Alves, a simples presença de um animal em um ambiente promove bem-estar, influenciando na saúde física e mental dos pacientes. “A Terapia Assistida por Animais tem como objetivo proporcionar benefícios físicos, emocionais, cognitivos e sociais. Esse processo terapêutico deve ser planejado, medido e tabulado e os resultados avaliados com a finalidade de alcançar a finalidade proposta”, explica.

A responsável pela Terapia Assistida por Cães da Abrahipe, Paula Bicchile Suelotto, ressalta que no contato de crianças, jovens e adultos portadores de necessidades especiais – seja por comprometimento motor, mental ou em ambos os aspectos – a utilização dos cães facilita muito o trabalho do profissional, pois o indivíduo atendido não considera que está em processo terapêutico, mas sim, brincando com os cães. “Isso é importante porque as atividades fogem da rotina terapêutica à qual estão acostumados, gerando motivação em r ea lizar as atividades, o que contribui muito para o desenvolvimento neuropsicomotor de nossos pacientes”, finaliza.

Requisitos para viajar com seu cão

.
Nada como uma viagem com seu bichinho de estimação para fugir da rotina e retribuir toda a fidelidade, amor e carinho que ele tem por você.

Pensando nisso, lançamos este artigo, com informações básicas sobre o que é preciso para viajar com seu amado pet.

Confira abaixo, mas lembre-se: É melhor confirmar com a companhia aérea.

Exterior:

  • Atestado de Saúde;
  • Carteira de vacinação em dia – com mais de 120 dias, é necessário que a anti-rábica tenha sido aplicada a mais de 20 dias;
  • CZI (Certificado Zoosanitário Internacional) – Emitido através do Ministério da Agricultura, dentro dos aeroportos.

Europa:

Para a Europa, os requisitos são os mesmos citados acima, acrescentando-se:

  • Microchip;
  • Teste sorológico de Raiva, em um laboratório autorizado pela Europa;
  • 90 dias sem sair de casa, após teste sorológico;

OBS: Para ter certeza dos requisitos, ligue para a Embaixada do país de destino e informe-se.

Para o Brasil:

  • CZI;
  • Comprovante de vacinação Anti-Rábica;

Doméstico:

Para viagens internas (de um estado para outro dentro do Brasil), é necessário:

  • GTA (Guia de Trânsito Animal);

OBS: Para animais da Fauna brasileira, acrescenta-se como requisito a autorização por parte do IBAMA.

Transporte:

O transporte irá variar conforme a companhia aérea.

OBS: Informe-se sobre o período de validade de cada documento.
Houve alguma mudança nos requisitos? Informe-nos.

Pesquisas que levaram a este artigo:

  • requisitos para viajar com cachorro
Melhor é ter um cão

Autoria de Álvaro Alves de Faria

Neste domingo, caminhando por meu bairro, notei uma coisa que me comoveu. Tanta gente passeando com seus cães, uns soltos, outros na coleira. Meninas contentes no domingo pela manhã, com o cão a caminhar, a conversar. As pessoas conversam com seus cães e eles conversam com seus donos.

Vi dezenas de moças, mulheres, homens idosos, todos caminhando com seus cães pelas ruas cheia de árvores. De repente, tive a sensação de que todo mundo tem um cão em casa. Mexo em todos eles. Os donos permitem. Pergunto se é “menino” ou “menina”. Pergunto o nome. Mexo neles como se fossem meus.

Não posso mais passear com meu cão, o Guga, porque, infelizmente, ele perdeu a visão. Tentei tudo que me foi possível para evitar. Não consegui. Ele só sabe andar dentro de casa, mas adora sair na rua, sentir que está na rua, embora lá ele não consiga dar um único passo, pois tem medo. Tenho então um carrinho parecido com o dos bebês e levo meu cão às vezes para passear. Ele quer cheirar tudo.

Às vezes ele brinca com meu porquinho da Índia, menina, que pelo tratamento que recebe, é completamente diferente, conforme diz a veterinária amiga que cuida dela e do Guga. Chama-se Belinha. Também vive solta dentro de casa e some de vez em quando. A veterinária diz: “Não é possível o que vejo nesse pequeno bichinho, um bichinho que lambe o rosto do dono. Porquinho da Índia não faz isso!”. Mas o meu faz. A veterinária viu isso quando precisei levar Belinha à clínica, porque se mostrava doente. Ela tremia de medo. Os animais sabem quando vão ao médico. Choram que nem crianças.

Depois do exame, agarrou-se a mim e me lambeu o rosto muitas vezes. A veterinária não acreditou no que estava vendo. Mas voltando ao início: tenho a sensação de que todo mundo tem um cão.

Sinceramente, fiquei feliz em ver tantos cães com seus donos no domingo pela manhã, caminhando pelas ruas. Para mim, o cão é parte da família. E a propósito, para concluir esta pequena crônica, nesta semana o jornalista Ricardo Noblat utilizou um poema meu no seu blog, um dos mais lidos no país, por suas informações exclusivas especialmente na área da política. O “Blog do Noblat”, do jornal O Globo Online, é fonte de informações preciosas, uma referência. Pois o Noblat me honrou ao usar um poema meu em seu blog, motivo de orgulho para mim. O poema chama-se “Noite” e pertence ao meu livro “À noite, os cavalos”. É o seguinte:

Melhor é ter um cão
com quem se possa conversar,
especialmente à noite.

Melhor é ter um cão
para em silêncio ser ouvido,

como se as palavras não existissem,

nem conversas,
nem dizeres.

Com um cão as palavras
são desnecessárias.

Nesta sala vivemos quietos
diante da janela
e isso nos basta.

Autor: Poeta Álvaro Alves de Faria

Estudo comprova: ter animal faz bem!

Os animais de estimação são, por vezes, os melhores amigos dos seus donos. Uma investigação da Associação Psicológica dos Estados Unidos, publicado no “Journal of Personal ity and Social Psychology”, vem agora também revelar que estes proporcionam apoio social e emocional a quem os possui.

Este trabalho indicou que os donos de cães, gatos e outros animais de estimação mantêm uma relação tão estreita com as pessoas próximas como a que têm com seus animais, o que aponta que este tipo de interação não é desenvolvida em função das relações humanas.

Psicólogos da Universidade de Miami e da Universidade de St. Louis, nos EUA, foram responsáveis por este trabalho, em que se realizou três estudos para analisar os possíveis benefícios de se conviver com uma “mascote”.
Segundo Allen McConnel, investigador da Universidade de Miami e primeiro autor do artigo, em termos gerais, pessoas com animais de estimação “têm mais qualidade de vida e conseguem resolver melhor diferenças individuais do que as que não os têm”.

O psicólogo acrescentou ainda que, “especificamente, os donos de animais têm mais auto-estima e estão em melhores condições físicas. Além disso, tendem a ser menos solitários, são mais conscientes do que ocorre à sua volta, mais extrovertidos e, normalmente, são menos receosos e preocupados”.

Allen McConnel concluiu dizendo que os estudos realizados trouxeram “provas consideráveis” de que “os animais de estimação beneficiam a vida dos seus donos tanto no âmbito psicológico como no físico, já que representam uma importante fonte de apoio social”.

Fonte: http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=50064&op=all

Atestado de Saúde

Se seu cão irá viajar por via aérea, ele necessita de um atestado de saúde.

O que é?

Documento assinado por um Médico Veterinário, comprovando que o animal está saudável, portanto, podendo viajar.

Importância

Evitar que animais viajem doentes, podendo transmitir doenças, além do risco de vir a piorar durante a viagem e, em alguns casos, falecer.

Como fazer?

Dirija-se até uma Clínica Veterinária próxima de sua residência e peça para que o Médico Veterinário consulte seu animal.
Se estiver tudo bem com ele, você receberá um atestado de saúde, alegando que seu bichinho tem plenas condições de viajar.

Dados Necessários

  • Nome do Proprietário;
  • Nome do Animal;
  • Raça;
  • Origem (se há Pedigree ou não);
  • Condições de saúde do animal;

OBS: Verifique se há a assinatura e carimbo do Médico Veterinário com o CRMV, caso contrário, de nada adiantará.